Dianabol

O dianabol foi o segundo esteróide produzido no mundo. O primeiro foi a testosterona, que foi descoberta em meados de 1900 e testada pelos nazistas na Segunda Guerra Mundial, na tentativa de produzir soldados melhorer.

(Methandrostenolona / Methandienone)
[17a-metil-17b-hidroxi-1,4-androstadien-3-um]
Fórmula Química(base): C20 H28 O2
Ponto de Fusão(base): N/A
Fabricante: Ciba (originalmente)
Data de Lançamento(EUA): 1956
Dose Efetiva(Homens): 25-50mg/dia (sendo 10mg a dosagem mais baixa e 100mg a mais alta que foram relatadas)
Dose Efetiva(Mulher): Não recomendado
Tempo de Ação: 6-8 horas
Tempo de Detecção: Mais de 6 semanas
Relação Anabolismo/Androgenicidade: 90-210:40-60
Esse é o segundo esteróide produzido. O primeiro foi a testosterona, que foi descoberta em meados de 1900 e testada pelos nazistas na Segunda Guerra Mundial, na tentativa de produzir soldados melhores. Atletas russos no campeonato mundial de 1953, assim como nas Olimpíadas, usaram testosterona com grande sucesso. Depois disso, John Ziegler, que era o médico do time de
levantadores dos EUA, se uniu a Ciba Pharmaceuticals para desenvolver algo para os atletas
americanos. Em 1956 saiu o Dianabol, ou Dbol como é conhecido entre os atletas. Originalmente
dizia-se que 10mg/dia era o suficiente para prover uma total reposição androgênica em homens. Dr.
Ziegler recomendava de 5-10mg/dia para seus atletas. Coincidentemente essa era a dose tomada por
bodyduilders na década de 70. Sim, essa era a dose de Arnold, Zane e seus companheiros, simplesmente combinada com alguma testosterona. Miligrama por miligrama, o dianabol é mais
potente que a testosterona.
Bom, vamos ao que interessa. Dianabol é achado na forma de pílulas e na forma injetável (sob o nome de Reforvit-B que consiste em 25mg de metandrostenolona com vitaminas do complexo B). É um esteróide 17aa o que indica que recebeu um grupo alquila no carbono da posição 17a para sobreviver ao metabolismo de primeira passagem no figado e manter-se na corrente sanguínea. Ele aumentará a sua pressão arterial(4) e é hepatotóxico, portanto cuidado. Porém, vê-se pessoas tomando 100mg/dia e não sofrendo qualquer efeito colateral, assim como ume estudo que usa essa dose e os pacientes não sofreram nenhuma efeito colateral(7). Vamos examinar o estudo mais a fundo.
Nesse estudo, feito na década de 80, uma alta dose de Dbol (100mg/dia por 6 semanas) diminui os níveis plasmáticos de testosterona para 40%, o nível plasmático de GH aumentou três vezes, LH caiu para 80% e FSH caiu um terço. A massa gorda não aumentou signifcantemente e a massa magra aumentou em algo entre 2-7kgs. Os pesquisadores concluiram que o Dbol aumenta a massa magra assim com a força e o rendimento.
Assim como outros esteróides 17aa, Dbol se liga fracamente aos receptores androgênicos (AR), assim grande parte dos seus efeitos é atribuida a mecanismos independentes do receptor AR. Isso também indica que ele sofre pouca aromatização e tem pouca influência no sitema endócrino
natural(12). Isso significa que os usuários de Dbol por curtos períodos e baixas doses não precisam se preocupar com as quedas nos níveis de testosterona natural. Lógico que esse efeito é dose dependente e em usuários que usam altas doses (30/+mg/dia) ja se pode notar os efeitos
colaterais androgênicos.
Dbol também não afeta os níveis de colesterol em doses moderadas(15) e parece ser benéfica em atletas por estocar potássio(14).
Então, como podemos incluir isso em nossos ciclos. Certamente a inclusão de Dbol em qualquer parte do ciclo vai produzir ganhos melhores, mas ele é mais comumente usado de duas formas:
1) No começo dos ciclos para promover ganhos rápidos
2) Como ponte entre ciclos, para manter-se os ganhos
Vamos estudar os dois usos
No início dos ciclos convem-se combinar esteróides orais de ação rápida como dianabol combinados com esteróides injetáveis de ação longa. A razão para isso é que o esteróide oral (Dbol no caso) vai produzir ganhos quase imediatos, enquanto o injetável vai levar tempo para produzir
resultados. O resultado final é que você começa a ver resultados na primeira semana do seu ciclo e continua até o final dos injetáveis. O seu uso costuma variar entre 25-50mg/dia de Dbol (tendo
relatos de até 100mg/dia) por 3 a 6 semanas iniciais do ciclo (o tempo médio para essa dose de
ataque é de 4 semanas) e depois cessar seu uso quandos os injetáveis começarem a produzir
resultados. A dose deve ser fracionada de acordo com a meia vida da droga, que é de 3-6 horas.
Para ter uma ponte de sucesso entre os ciclos (e isso significa usar doses baixas de esteróides, no caso Dbol) você precisa recuperar seus niveis hormonais os níveis do pré-ciclo ou, no mínimo, a parâmetros aceitaveis. A ideia aqui é você não perder nenhum ganho e a baixa dose de Dbol ajudará você a mantê-los. Tipicamente usa-se 10mg/dia de Dbol combinado com uma TPC agressiva com Tamoxifeno (e/ou Clomifeno) e hCG. Isso dará a você a reposição androgênica completa do Dbol e uma recuperação do seus níveis hormonais pela TPC. Lembre-se, a dose de 100mg/dia de Dbol do estudo que vimos acima não diminuiram os níveis de LH, FSH e testosterona a um nível onde a recuperação se torna impossível, e certamente não é 1/10 dessa dose com uma TPC agressiva que o fará.
Convem dizer também, que a teoria do “mais é melhor” deve ser revista. Foram verificados altos níveis de metandrostenolona inalterada na urina de pessoas que usavam altas doses(13). Isso pode indicar que baixas doses tomadas ao longo do dia podem produzir melhores resultados.
Essa é uma droga muito boa e pontente para ganhos rápidos ou para manter os ganhos, isso quando usada de modo segura e certo.

About these ads
  1. Netto
    agosto 27, 2010 às 8:10 am

    Gostaria de saber com qual drga eu p0sso fazer o ciclo junto com o Dianabol::::thanks….

  2. ricardo
    dezembro 2, 2010 às 9:19 pm

    qro comprar, mas ñ axo dianabol. alguerm pode me ajudar ai?

    • cleyton
      setembro 18, 2012 às 8:01 pm

      eu tenho mano pra vender ta 180 reais 100 comprimidos de 10 mg
      5274 4722

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 943 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: